b5b57fb1-6514-42e0-9ed7-2525a4401e10.jpe
 

GUIA DO PRODUTOR

A purificação do biogás a nível de biometano irá permitir que o produtor utilize seu produto como combustível veicular, trazendo uma grande vantagem especialmente quando da substituição do diesel, ou injete o biometano no gasoduto de distribuição de gás natural da sua região. Pra tanto, se faz necessária a aplicação de um sistema de purificação. Existem diversas tecnologias que podem ser aplicadas e disponíveis no mercado e cada projeto deve ser analisado individualmente para a aplicação da tecnologia mais adequada.

 

A qualidade do biometano de resíduos agrossilvopastoris e de saneamento é regulamentada pela ANP através das Resoluções n° 8/2015 e nº 685/2017.

 

Desde a limpeza até a purificação do biogás, seja para aplicação como energia elétrica ou biometano, são os seguintes processos que devem ser considerados:

 

Dessulfurização

 

O nível de remoção de H2S depende da aplicação final do biogás. No caso de utilização para gerar energia elétrica é necessária apenas uma remoção grossa, a fim de se preservar por mais tempo os componentes do sistema de cogeração. Para aplicação como biometano, por sua vez, é importante realizar uma dessulfurização fina, ou seja, para se obter um teor máximo de 5mg/m3 de sulfeto de hidrogênio.

 

Tecnologias: Dessulfurização biológica através de lavagem com água, depuração bioquímica e biodepuração, precipitação por sais ferrosos e absorção em carvão ativado.

 

Secagem

 

Processo importante para qualquer aplicação do biogás, a água deve ser removida a fim de evitar a corrosão dos equipamentos.

 

Tecnologias: condensação, adsorção com sílica gel e carvão ativados e absorção (ou lavagem).

 

Remoção de CO2

 

Etapa imprescindível se o biogás for utilizado na qualidade de biometano.

Tecnologias: PSA, lavagem com água (ou water scurbbing), lavagem química, lavagem física, processo de membranas, criogenia.

Quer saber mais sobre as tecnologias de tratamento e purificação do biogás?

 

Acesse: