seta para baixo.png

Para saber quanto de biogás você tem o potencial de produzir, inicialmente é necessário conhecer o seu resíduo. Isso significa conhecer a sua composição – qualidade – e seu regime e volume de produção – quantidade. Além disso, é desejável conhecer seu potencial efetivo de produção de biogás e metano.

A partir desses dados iniciais será possível fazer o projeto técnico, definir a melhor tecnologia a ser aplicada, fazer um estudo prévio de viabilidade econômica levando em conta diversas formas de monetizar seu produto.

seta para baixo.png

Saber o regime, ou a variação, de produção do resíduo ao longo do tempo é importante para o dimensionamento adequado do reator e de unidades de recepção, preparo e armazenamento do resíduo. Devem ser utilizados os aparatos adequados para acompanhamento da produção do resíduo ou efluente, a fim de se obter o volume de produção em uma das seguintes unidades: m3/h, m3/dia, g/h, ton/dia

 

A amostragem, ou coleta, deve garantir que o resíduo enviado para a análise seja homogêneo e representativo. Para tanto, se define um plano amostral que preveja diversos pontos de coleta durante um tempo determinado, garantindo uma amostra composta. Deve-se também fazer a correta preservação e transporte dessa amostra até o local de análise. Quando possível, o laboratório contratado para realização do ensaios físico-químicos se responsabiliza pela coleta. Caso contrário, sempre solicite indicação específica de como realizar a amostragem, preservação, armazenamento e transporte da melhor maneira.

seta para baixo.png

Conhecer as características físico-químicas do seu substrato irá ajudar não apenas a saber seu potencial de biogás, mas também a corrigir possíveis situações que são prejudiciais para a digestão adequada, reduzindo o biogás gerado ao final do processo. 

 

Existem diversas maneiras de se ajustar esses parâmetros, como introduzir agentes químicos ou fazer mistura com outros resíduos disponíveis na sua região. A necessidade de ajuste de cada parâmetro deve ser analisada de acordo com o modelo de negócio aplicado a cada projeto.

 

pH

 

O pH afeta diretamente a capacidade das bactérias envolvidas no processo de conversão da matéria orgânica em biogás.

 

Alcalinidade

 

A alcalinidade nada mais é do que a medida capacidade do substrato de evitar mudanças bruscas de pH, conhecida como tamponamento.

 

Teor de sólidos

 

O teor de sólidos é a análise mais rápida e barata para se mensurar o potencial teórico de biogás de um resíduo. Quanto maio o teor de matéria orgânica seca, ou sólidos voláteis, maior será a quantidade de matéria orgânica e, portanto, maior o potencial de produção de biogás. A produção específica de biogás de um resíduo é sempre dada pelo volume de biogás (m3) por unidade de matéria seca (gMS, kgMS, tMS).

 

DQO e DBO

 

A DQO (Demanda Química de Oxigênio) e a DBO (Demanda Bioquímica de Oxigênio) são parâmetros amplamente utilizados no Brasil, uma vez que são fatores importantes para descarte de efluentes. A correlação simples DQO/DBO5 indica o índica de biodegradabilidade do resíduo.

 

Análise elementar

 

Através da análise da composição elementar é possível obter a fórmula molecular do resíduo, com esses dados é possível se obter o valor teórico mais próximo do rendimento de real de biogás da amostra.

 

Quer saber mais sobre critérios e processos importantes para a biodigestão? Acesse os capítulos 1 e 2 do livro “Fundamentos Da Digestão Anaeróbia, Purificação Do Biogás, Uso E Tratamento Do Digestato”: [].

 

Entre nossos associados, o Centro Internacional de Energia Renováveis – CIBiogás realiza análises laboratoriais necessárias para conhecer seu resíduo.

seta para baixo.png

Para saber quanto de biogás você tem o potencial de produzir, inicialmente é necessário conhecer o seu resíduo. Isso significa conhecer a sua composição – qualidade – e seu regime e volume de produção – quantidade. Além disso, é desejável conhecer seu potencial efetivo de produção de biogás e metano.

A partir desses dados iniciais será possível fazer o projeto técnico, definir a melhor tecnologia a ser aplicada, fazer um estudo prévio de viabilidade econômica levando em conta diversas formas de monetizar seu produto.

seta para baixo.png
Tecnologias de digestão anaeróbia
seta para baixo.png